Mentiras da esquerda, sempre mentiras

Subir a um palanque e proferir palavras e gritos com firmeza, tentando gerar uma motivação em massa em busca da venda descarada de uma ideologia utópica em que no rótulo vem escrito justiça social mas com recheio que mostra um produto já vencido, estragado, cheio de mofo, sem condições de ser consumido e justo apenas aos bolsos do demagogo, é a ferramenta mais utilizada pelos que estão atualmente no governo.

As palavras povo e sociedade, estão sendo banalizadas ao ponto de se confundirem com populismo e socialismo.

O povo, quer dizer, as pessoas que vivem em um mesmo território, integram a sociedade de várias formas. Dizer que só pobre é povo, é a maior das maldades ideológicas que podem ser ditas para gerar o clamor de ódio e fomentar a criminalidade pelo sonho de justiça social.

O socialismo, como todo “ismo”, é a doença da sociedade. A sociedade é composta por pessoas ricas, pessoas de classe média, pessoas pobres e miseráveis, e isso é uma realidade de qualquer país no mundo. Assim como temos pessoas superdotadas, pessoas cultas, pessoas inteligentes, pessoas espertas, pessoas vividas, pessoas ingênuas e pessoas burras. Não há como colocar todos no mesmo balaio.

Não tem coisa mais asquerosa que ouvir de um esquerdista que bandido precisa de educação e não de punição. Peraí! Nossos sistemas tradicionais de educação se baseiam na punição. O indivíduo que não foi punido em tempo hábil, deverá ser punido pela justiça proporcionalmente ao desvio de conduta que exerceu.

Para falar a verdade, a famosa ditadura do proletariado, está baseada em dar poder a pequenos clãs formados por sindicalistas que sobem ao palanque usando palavras de ordem a uma massa acéfala que não possui o talento de distinguir o certo e o errado.

A diferença principal é que eles vendem um mundo mais justo, mas é uma das maiores farsas já proferidas na humanidade.

Os mais pobres possuem a mão de obra, a classe média possui a gestão dessa mão de obra, e a elite possui o dinheiro para investir nessa mão de obra. Então por que separar essas três classes? Somos todos povo, somos todos uma sociedade.

Porque para os socialistas, eles tem que dizer que são pobres, tirar os recursos morais da classe média e viver como a elite. Aí você se pergunta, por que socialista quando vai morar fora do Brasil, não vai curtir a vida adoidado em Cuba? Não, não, morar fora para eles é viverem oprimidos em Paris ou em Londres. E nas férias, choram e sofrem na Disney.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s